Casar com Separação Total ou Parcial de Bens?




Antes do casamento os parceiros precisam fazer uma grande escolha: casamento com separação total ou parcial de bens? A resposta é um grande: depende. Cada caso é um caso e precisa-se entender antes de avaliar as possibilidades.

Um casamento com partilha total de bens significa que tudo o que foi adquirido durante o casamento é dos dois e em caso de separação os dois possuem direito. Entram neste meio o patrimônio pessoal de cada um. Se ele ou ela ficou rico durante o casamento, metade por direito é dele.

Em um casamento com separação parcial de bens cada um tem direito ao que é seu, que comprou com seu dinheiro e esforço e suas fortunas pessoais estão preservadas. Se ele ficou rico durante o casamento, é dele porque está no nome dele. Mas se há uma casa comprada durante o casamento no nome dela, é dela, mesmo que tenha sido ele que pagou.

Casar com Separação Total ou Parcial de Bens

Por que casar com separação total de bens?

Muitos casais preferem uma separação total de bens porque assim estão preservando mais o seu patrimônio pessoal. Se houver uma separação ele não vai perder metade dos seus bens porque houve um acordo pré nupcial em que e ambos assinam  concordando que saíram do casamento com o que é seu por direito e conquista.

Casar com Separação Total ou Parcial de Bens

Uma separação total de bens evita que pessoas aproveitadoras se unam em um casamento apenas porque querem ficar mais ricas, a velha conhecida ‘relação por interesse’. Caso este acordo pré nupcial seja assinado se o homem ou mulher entrou na relação pobre, a menos que ele tenha conseguido ficar rico, vai continuar tão pobre como no início.

Uma separação parcial exige mais confiança e certeza de que não há um golpista na relação, é amor e amizade somente. Cada casal deve analisar qual o seu caso e escolher o que é melhor para seu bem financeiro futuro.

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!

Revenda Roupas

Deixe um comentário