Um é Pouco, Dois é Bom e Três é Demais




O relacionamento homem e mulher é o mais comum, viver a dois, curtir momentos de prazer e felicidade, jantar romântico, carícias, ter a casa inteirinha só para os dois, principalmente no início do casamento.

Essa é a vida perfeita para o casal se conhecer melhor e ter momentos que valham a pena até que decidam ter filhos e constituir uma família maior.

Dependendo da situação três é demais

Invasão de privacidade

O relacionamento a dois é maravilhoso, mas o que fazer quando um dos cônjuges já traz um filho adolescente junto para o casamento? A vida pode se tornar um tormento, por mais que o casal queira se dar bem e viver um grande romance, com certeza vai ser muito complicado. Os jantares românticos terão que ser muito bem elaborados, pois será necessário montar um esquema para que o casal consiga ficar sozinho e  sem que o adolescente se sinta excluído.

Quando chega alguém inesperado, a tranquilidade se perde.

Preparação para receber a terceira pessoa

Quando o casal decide ter um filho, eles com certeza vão combinar, fazer planos e se preparar para receber a criança na família, uma vez que será fruto do amor dos dois. Entretanto,  quando a criança já vem de outro relacionamento, a sua aceitação já é bem mais complicada. É necessário um período de adaptação para que o convívio tenha harmonia.

Ter a sogra morando junto pode ser o final da vida a dois

A sogra morando junto

Filho único tem muito dessa situação, quando casa tem que levar a mãe junto, principalmente se ela esta viúva. A intromissão da mãe pode levar o relacionamento a ruína, pois onde existe a terceira pessoa a interferir na vida conjugal, ela se torna um tormento. Todo casal quando se casa ou decide morar sozinho necessita de privacidade, momentos únicos, pois a regra é básica e se encaixa em todas as situações: um é pouco, dois é bom e três é de mais.

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Revenda Roupas

Deixe um comentário