Como Se Dar Bem Com Seu Padrasto?




Para haver um bom entendimento entre enteados e padrastos deve-se haver um diálogo aberto entre pais e filhos. Para que tudo flua com educação e respeito é necessário observar algumas coisas e saber como agir, o que você verá no decorrer desta leitura.

Como Se Dar Bem Com Seu Padrasto

Uma conversa pode ajudar bastante a melhorar o relacionamento

Quando os pais conversam com seus filhos e explicam a situação e não os usaram como motivos para separação, tudo fica mais fácil de ser entendido pelos filhos. Os filhos precisam ter a consciência de que acabou o amor entre os pais e não dos pais para com eles. O filho precisa entender que os pais irão querer reconstruir as suas vidas, pois todo mundo quer ser feliz, todos querem tentar uma segunda, terceira ou quarta vez que seja.

Depois da conversa é quando aparecem os candidatos a padrasto e a madrasta, muitas vezes temidos pelos filhos. Não é preciso ter medo: seus pais não estão procurando substitutos para a sua vida, uma nova mãe, ou um novo pai. Ninguém vai tomar o lugar dos seus pais verdadeiros. A necessidade de companhia é algo que todo ser humano sente. Conforme vocês forem crescendo, vão entender melhor isso, pois um dia o filho também vai conhecer alguém, querer casar, sair de casa e sua mãe ficará sozinha porque você sempre implicou com algum namorado que ela arrumava? Seria uma atitude de puro egoísmo.

Como Se Dar Bem Com Seu Padrasto

Dicas para se dar bem com o padrasto

Para que os filhos aceitem o namorado é preciso que os pais só apresentem a seus filhos e digam que estão namorando quando for algo sério e estável. Você pai e mãe que leva qualquer pessoa com que está junto no momento e trocam logo por outra pessoa, seja pelo motivo nobre que for, vai está perdendo a credibilidade do seu filho e ainda dando um péssimo exemplo, passando a imagem de uma pessoa promíscua.

Respeito entre as partes é fundamental. O futuro enteado deve ter a maturidade de aceitar que seus pais tem o direito de reconstruir suas vidas e o apoio dos filhos é muito importante para eles. Veja sua madrasta ou padrasto como amigos e não como substitutos dos seus pais, ou como uma pessoa a mais para você obedecer. Se ele ama a sua mãe, ou se ela ama sua mãe, fique feliz por isso e saiba se comportar, todos saem ganhando. Agora caso você chegue a notar que realmente não servem para seus pais, sua avaliação e opinião vai ter bem mais credibilidade e aceitação de acordo como você se comportou durante este processo.

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!

Revenda Roupas

Um comentário

  1. Mariana Alves says:

    Essa história de padrasto é complicado.
    Sempre tive padrasto, e ele sempre foi muito mal educado e muito mandão. Ele sempre teve implicância comigo ( e isso que eu sou muito na minha ). Parece que todos os meus problemas com a minha mãe tem a ver com ele. Quando tinha 17 anos sempre saia na minha amiga, que era perto de casa. Era só eu chegar em casa pro inferno começar. Ele dizia que ia me acontecer coisa ruim, que iam me assaltar e ETC. Faz quase 1 ano que sai da casa da minha mãe com meu namorado, fiz a escolha de não falar mais com ele de jeito nenhum. Não sei se eu estou sendo certa, mas só eu sei pelo que passei. Hoje é um alivio não estar no mesmo teto que ele !!
    Sorte é de quem tem um PAIdrasto mesmo !

Deixe um comentário