Castigo Para Filhos Vale À Pena? Dicas e Opiniões




O mundo está cada dia mais violento, um meio social em que os jovens se entregam às drogas, à marginalização e muitas vezes à violência. É comum ver em jornais, revistas e televisão notícias de crimes entre familiares como pais que maltratam filhos, filha que mata os pais, por motivos tolos na maioria dos casos.

Quais os motivos de tanta violência? Com a vida agitada e a necessidade de que pais e mães trabalhem, há uma quebra da unidade familiar. Filhos são criados por babás ou pela rua, cujos conceitos de vida, cidadania e honestidade possam ser bem diferentes dos pais. A restauração da família é de fundamental importância para que o mundo seja melhor.

Há também aqueles pais, que apesar de terem tempo, negligenciam as suas funções e deixam seus filhos largados, sem cobrar responsabilidades. E quando cobram não servem como exemplo, pois agem de forma errada, perdendo a moralidade perante as crianças e adolescentes.

Castigo Para Filhos Vale À Pena

Castigar os filhos valem à pena?

Disciplina é fator determinante para qualquer educação. Castigar não significa que a cada teimosia ou tarefa não feita a criança seja espancada. Existem várias formas de castigar os filhos sem ter que bater. E antes de castigar, é importante que os pais dialoguem com seus filhos. Eles fazem parte da família e merecem e devem ser ouvidos.

Por serem jovens, é obrigação paterna e materna educar, ensinar o certo e o errado, deixando o canal aberto para conversas. É preciso que as “regras” da casa sejam claras e objetivas para que os filhos as cumpram e que os pais deem o exemplo também seguindo as tais normas domésticas. Se os pais não forem os primeiros a darem o exemplo, dificilmente terão esta obediência por parte de seus filhos.

Castigo Para Filhos Vale À Pena

Dicas de Como Castigar Os Filhos

Crianças e adolescentes podem ser bem difíceis quando querem. Deve ser levado em conta a fase que cada um passa em relação a idade e seu amadurecimento. Algumas dessas dicas abaixo:

– Conversas e diálogos sempre. Conversando se explica a situação e na hora de castigar os pais terão argumentos para justificar este castigo. Isso vai gerar um aprendizado responsável de que toda ação tem consequências;

– Não é necessário bater. Muitas vezes o fato dos pais falarem mais firme já é o suficiente para que os jovens entendam que estão errados;

– Ao invés de umas palmadas, retirar o que os filhos mais gostam vai doer muito mais neles. Exemplos: suspender o vídeo game, não permitir que eles saiam para brincar com os amigos, proibir o uso do computador para diversão, dentre outros.

Destas formas os pais educam com mais eficácia. Infelizmente não existe uma forma, nem uma fórmula mágica para castigar efetivamente os filhos e assim aprenderem. A presença dos pais nas rotinas da casa e das crianças e adolescente é importante para a formação da personalidade e educação deles.

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Revenda Roupas

3 Comentários

  1. Luiz ricardo says:

    Bom quando eu era criança eu era muito arteiro fazia coisas de arrepiar meus pais vivia me castigando mevtrancava no quarto e lá ficava dias e até semanas já cheguei a ficar quase 30 dias trançado e não resolvia muita coisa rsrs até que um dia resolveram a me colocar de castigo ajoelhando nos grãos de milho ficava ali de2a3 horas eu odiava castigo mais era necessário até os 16 anos o castigo do milho com 17 anos briguei com minha mãe e chinguei ela era sexta feira e eu tinha acabado de chegar do trabalho ela me trancou no quarto trancou a porta tinha um feriado na segunda feira eu fiquei das 19h + ou – da sexta feira até terça de manhã trancado sem sair pra nada e todos os castigos q mereci foi pq estava errado as vezes eu aprontava e ia pró castigo sem q mandace entrava no quarto meu pai ia lá dava um sermão e falava “VC vai sair daí só quando eu mandar” teve uma vês q aprontei uma bem brava uma bombinha na janela de um vizinho kkk com medo de apanhar eu peguei o milho coloquei no chão e fiquei lá de joelhos minha mãe perguntou o q eu tava fazendo ali e não falei nada mais tarde ela descobriu ela disse pra mim não sair do castigo fiquei umas 4h ajoelhado. Os castigos q mereci me fizeram muito bem.

  2. Gabriela says:

    Gostei do artigo.. 🙂

    • Luiz ricardo says:

      Só não gostei desse negócio de tirar algo isso não resolve nada, bater também não tem q trancar no quarto fazer ele pensar no q fez tirar algo é fraqucimo pois ele sabe q logo vai ter de volta. Castigos faz bem as criancas da minha época todas viram gente pq os pais eram rígidos trancava no quarto, ajoelhava no milho nos dias de hoje já vi tantas criancas sem educação adolescentes violentos e sendo presos e até mortos…

Deixe um comentário