Como conversar com os filhos sobre os estudos

Os especialistas são unânimes: os estudos de uma criança devem ser acompanhados pelos pais desde o início. Assim como se orienta a andar, comer, no que pode mexer ou não, ensinando o que é certo, é dever do papai e da mamãe estar presente na vida escolar dos menores de idade sob sua tutela. E isso não quer dizer apenas deixar e buscar na escola, ir nas reuniões de pais e mestres ou em festinhas comemorativas. É preciso estabelecer um vínculo, informar-se e conhecer bem a rotina estudantil, evitando problemas num futuro próximo.

Desperte o interesse das crianças pelos estudos

Desde pequenos os pais devem estimular atividades que despertem nas crianças a vontade de estudar, seja lendo um livrinho de histórias, com jogos educativos e programas infantis que estimulem o aprendizado. Selecione bem o que seus filhos fazem com relação às atividades educativas e assistem. Isso ajuda a desenvolver mais rápido o aprendizado, a leitura e compreensão da vida que se passa ao redor dos pequeninos. Incentive e elogie a cada desenho, riscos e rabiscos que eles façam, motivando e mostrando o caminho.

Frequente a escola sempre que possível

Acompanhe seus filhos desde a entrada na primeira escolinha ou hotelzinho. Conheça as professoras, faça parte do dia a dia visitando sempre o local. Não deixe para ir à escola só quando há problemas. Quando for buscar a criança chegue antes e converse com as outras mães e pais, dividam experiências. Ccom estas atitude ficará mais fácil o caminho da educação e dos estudos.


Continue com o incentivo mesmo depois da adolescência chegar

Mesmo acompanhando desde sempre, todos correm os riscos de que numa época qualquer o filho comece a dar problemas sem querer estudar ou relaxar nos estudos. 
Começam a pensar em namoradas, jogos, baladas, sair com a galera e não soltam mais o celular com aplicativos que desviam dos caminhos dos estudos. Quando isso acontece os pais devem ter uma conversa séria. Não subestime seus filhos ou os trate com inferioridade, muito menos como bebês.

Fale francamente, dando conselhos e mostrando fatos da realidade que comprovam suas palavras. Abra o jogo. Não somente fale, mas também escute o que seus filhos têm a dizer. Pode se surpreender com o tanto de coisas que eles podem ter guardado dos pais. Por isso eles precisam enxergar o amigo que realmente você quer o bem dele e que está ali pra apoiar na carreira que queira seguir.

Force os filhos a uma formação acadêmica


Muitos pais e mães acabam afastando os filhos dos estudos por forçarem e insistirem que os filhos sigam a carreira determinada por eles, por status social, porque o pai é médico então o filho deve ser. Discurso errado. Não use sua autoridade como autoritarismo, os jovens não aceitam mais isso, o mundo mudou. Querendo incentivar seu filho à mesma carreira que a sua, mostre os prós e contras. Assim como os de outras profissões, ajude-o a escolher e se notar que a profissão escolhida foi só para lhe agradar, mostre isso e não aceite, pois será mais um profissional frustrado no mundo.


Os pais devem guiar seus filhos para voarem sozinhos. Orientar, mas não obrigar, deixando que aprendam a acertar com os próprios erros.

Deixe um comentário