Como explicar pra um filho pequeno a morte do pai/mãe?




Falar da morte de um parente nunca é uma tarefa fácil, em especial quando uma criança está envolvida. Quando o fim de uma vida chega e envolve diretamente uma criança, esconder nunca é a melhor solução. A maior parte dos parentes vivos adia o assunto, mas a criança é esperta o suficiente para entender que algo está errado e não deve perder o direito de se despedir dos seus pais, ou sentirá um vazio enorme mais adiante.

Quanto mais velha a criança mais direta deve ser a história a ser contada. Crianças maiores de oito anos devem ouvir a verdade, amenizando os fatores como o estado do corpo ou como a morte foi dolorosa. 

Como explicar pra um filho pequeno a morte do pai

É preciso explicar para a criança sobre o ciclo da vida

Para que uma criança entenda bem o conceito de morte, ela precisa entender sobre o ciclo da vida. Será preciso que o pequeno entenda e comece a compreender que todos nascemos, crescemos, podemos ou não ter filhos mas fatalmente morremos. Usar comparativos como com as plantas e animais pode ser mais fácil para a criança entender.

Mentir não é indicado

Dizer que o pai ou mãe falecido foi viajar não é indicado. Quem viaja sempre volta e a criança pode se sentir magoada com o fato do seu pai não se despedir dela. Pode demorar a entender que não tem volta e criar uma mágoa dos adultos por não lhe contarem a verdade. 

O simbolismo pode ajudar

O simbolismo para explicar a morte a crianças menores de cinco anos pode ajudar bastante. Alguns pais costumam dizer que a pessoa morta virou uma estrela ou foi para o céu viver com os anjos. Dependendo da crença dos demais parentes e de como a criança foi criada, um suporte religioso pode ajudar a amenizar a notícia. 

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!

Revenda Roupas

Deixe um comentário