Meu filho adolescente não conversa comigo. O que fazer?

Se você é pai ou mãe e não possui diálogo com seu filho, não se sinta um estranho no mundo. Muitos pais possuem o mesmo problema, principalmente com filhos adolescentes. Com a procura de espaço dos filhos em relação aos pais, cresce o abismo entre uma boa conversa e a confissão de segredos e o diálogo começa a ficar cada vez mais distante, ou inexistente. Você não está sozinho no mundo com pai sem conversa com seu filho, mas a situação pode ser revertida ou ao menos melhorada.

relacionamento com filha

Mostre-se disponível, mas o primeiro passo deve ser do seu filho

O maior problema do adolescente é acreditar estar sendo conduzido em toda a sua vida, e o que ele mais quer é espaço. Não possui seu próprio dinheiro, não é adulto para sair sozinho mas quer ser e a super proteção dos pais é o que vai acabar com a relação de amizade. Se você forçar uma conversa, ele vai fugir para o outro lado porque se sente forçado para tudo. Lembre dos seus anos de adolescente: você não curtia ser forçado a nada. Logo, não repita os mesmos erros.

Mostre que você quer conversar, mas não force. Crie um laço de confiança contando sobre sua vida, seus problemas e seu filho pode se sentir confortável a contar também. É uma relação semelhante a que ele ou ela possui com seus amigos: ele conta coisa, os amigos contam outras e a amizade se firma. Seus problemas íntimos podem não ser partilhados com ele, mas conte algo que lhe incomoda e você pode criar um laço de amizade.

relacionamento com filho

Cuide e vigie, mas dando espaço

É obvio que você não vai deixar seu filho fazer o que quiser, mas uma liberdade vigiada é a melhor pedida. Pergunte sobre seus amigos, olhe na bolsa e no quarto mas de forma discreta. Você pode acompanhar tudo o que ele anda fazendo mas, se souber de um problema sério como drogas e bullying, mostre que pode conversar com você mas espere que ele tome a iniciativa. Dizer que já sabe de tudo só vai mostrar que você não confia nele.

5 Comentários

  1. Marli de Paula says:

    Tenho uma filha de 14 anos….não gosta de conversar comigo…só responde o que pergunto em poucas palavras…fica no celular e no mundinho de seu quarto. Com as amigas é tão feliz, conversa, da risadas, canta…..por que assim? fico tão decepcionada com isso.

  2. Irani says:

    Minha filha de 16 anos não conversa dentro de casa, passo dias sem ouvir a voz dela…Quando fala é em tom baixo e nem da pra entender…
    Na escola conversa da risadas é queridas oelos amigos…
    Qual o problema com ela?
    Tem de tudo…
    Ja conversei…ja fiz tudo que podia pra ela se abrir…
    Agora mesmo esta trancada no quarto no celular…

  3. Neyde says:

    Minha neta tem ficado muito isolada no quarto dela e seu mundo se transformou no colegio que ela esta indo porque sabe que é preciso e em um grupo de coreanos de uma certa banda. Tudo mais ela deixou. Ela é apaixonada por dança, participou de uma espetaculo no qual dançou tao bem que foi promovida, porém para tristeza de todos da família, ela nao quer mais ir á aula de dança, literalmente desistiu e eu estou achando ela muito fechada em si. Quando se tenta conversar ela dar respostas curtas e finaliza a conversa. Quero ajudá-la, mas como poderei agir?

  4. juliano says:

    meu filho ficou muito estranho da noite pro dia, então cansado disso eu resolvi grampear o celular dele com o http://www.brunoespiao.com.br . Foi então que eu descobri que ele estava sofrendo bullying

  5. Aroldo says:

    E sobre castigos? É prejudicial tentar consertar o comportamento ruim castigando, quando a conversa não fez efeito?

Deixe um comentário