Meu chefe é um saco. O que fazer?

Relacionamento com o chefe não é algo simples de conseguir, muito menos cair nas graças da chefia. Há quem consiga se dar bem com os supervisores de pronto e quem demore anos ou saia da empresa e jamais consiga isso. Não existe uma regra, mas alguns bom comportamentos podem ajudar. Como? Confira.

Não puxe o saco – há chefes que amam os ‘babões’ ou ‘puxa saco’, mas uma gerência séria admira muito mais os seus feitos que sua capacidade de falar palavras lindas e tentar agradar com um bom vocabulário. Se este é o seu caso, mude a estratégia porque pode não funcionar e ainda será mal visto pelos colegas.

Viu seu chefe sobrecarregado? Ofereça ajuda – mas com regras: se pode realmente ajudar, consegue estender seu horário para isso sem problemas e não deixe que se torne um hábito. Oferecer mão de obra é a melhor forma de cair nas graças do chefe e ter um conceito positivo.

Aproveite as festas da empresa para se aproximar – os momentos festivos é a melhor forma de se inserir no grupo dos maiorais e uma boa pedida para quem jamais trocou uma palavra com os patrões. São em momentos assim que os chefes se sentem mais humanos e serem tratados de igual para igual, sem hierarquia mas sempre com respeito, ajuda a melhorar seu conceito diante da empresa e dos superiores. Pode-se começar uma grande amizade.

Cumprimente – mesmo que não seja notado por seus feitos, pela sua boa educação será. Até mesmo os chefes mais resistentes não conseguem resistir a um bom dia, boa tarde e bom trabalho todos os dias. É sua prova de educação e bom senso.

Busque uma distância saudável – seu chefe é um saco mas adora grudar em você? Melhor manter distância mas continuar presente. Você faz isso mantendo a cordialidade quando se cruzam, conversando sobre coisas legais quando ele conversar mas sempre se retirar dizendo que tem trabalho a fazer. Ajuda a mostrar a sua responsabilidade também.

Deixe um comentário