Os tipos de empreendedores




Você pode estar entrando no ramo do empreendedorismo agora e por isso talvez não tenha notado que existe três tipos de empresários, bem definidos: o empresário bem-sucedido, o empreendedor sem sucesso e o novo empreendedor. A princípio você pode não se sentir identificado com nenhum destes, mas será que você não faz parte de nenhum deles mesmo? Tais definições podem não ser tão cativantes, mas são bem reais.

Tipos de empresários

O empreendedor bem sucedido

Um empreendedor bem sucedido é super fácil de conversar. Eles conhecem todo o jogo, sabem quando entrar ou não em um investimento e entende o porquê de você também querer ser um empresário. São pessoas em sua maioria que adoram o desafio de investir. Entretanto, não entram em qualquer ideia maluca que um novo empresário considera uma boa solução. Em outras palavras, ele sabe o caminho das pedras.

São pessoas pouco impressionáveis com um cartão de visitas porque em sua maioria ligam para o quanto a conta rende, não em como bem vestido tal empresário estará em uma reunião. São pessoas com pouco ego, mas ótimos amigos para quem está começando no ramo. Empresários de sucesso geralmente deram certo em seu primeiro empreendimento.

O empreendedor sem sucesso

Já o empreendedor sem sucesso é o cara mais azarado do mundo. Tudo acontece com ele e por menos de um minuto ele não ficou rico. Se apenas uma coisinha tivesse funcionado, ele teria conseguido ser dono de uma multinacional. Em sua maioria eles sempre estão com um cartão de visita na mão ou em confecção e sempre em busca de algo para investir e com promessas de que, sem ele, tudo vai cair em mãos. E na próxima, com certeza, ele fica rico.

Já tentaram mais de 20 modelos de negócio aos seus 40 anos de idade e prometem sempre estar tendo, estão ‘na batalha’.  Na maioria das vezes a sua idéia, produto ou serviço simplesmente não resolve problema de ninguém e por isso fracassam. Eles não entendem por que ninguém vai investir em seus negócios mas continuam tentando, pois a próxima vai ser a ideia será a melhor de todas!

O novo empreendedor

O novo empresário é o entusiasta, o cara do ano. Ele, sozinho, teve uma ótima idéia e estar com todo o gás para conseguir ter seu lucro e ficar rico. Em sua maioria eles são na verdade pessoas que não se encaixam na estrutura corporativa tradicional, geralmente querem ser seu novo patrão. Vale informar que todo empresário de sucesso foi um novo empresário e o caminho é o mesmo para todos. A regra também vale para um empresário novo poder ser um dia um empresário mal sucedido.

Geralmente o novo empresário o detentor da formula de fazer dinheiro. Ele é entusiasmado, como uma criança descobrindo um mundo, pois seu salário será de dono de empresa e não de funcionário regular. Outros fatores também animam o novo empresário, claro, como a grande lenda que irá trabalhar menos, pois o empresário bem sucedido já sabe que esta é uma grande ilusão, pois pode trabalhar até mais que uma pessoa normal. Eles pensam que vão ser ricos rapidamente e trabalhar menos, por isso estão entusiasmados.

Na maioria das vezes, o novo empresário precisa do capital inicial, mas jamais irá abrir mão de algum luxo para tê-lo. É aqui que vemos o primeiro sinal do ego entrando em confronto com o empreendedorismo.

O ego e o empreendedorismo

Quando o novo empresário já coloca na mente que sua idéia é melhor que todas, seu ego já está inflado. Primeiro pense: por que será que ninguém fez isso antes? Duas respostas: ou realmente a sua idéia é única no mundo, menor percentual de chance, ou simplesmente o caminho das pedras não é tão simples. O ego é o maior problema dos empresários hoje em dia e atinge até os mais antigos e experientes, acreditando que é preciso uma mente brilhante por trás de um negocio de sucesso e eles se acham a tal mente brilhante.

O novo empreendedor é o mais sofredor com o seu ego e o empresário mal sucedido é um eterno sofredor. Ambos são mentes fechadas para opções e opiniões e não aceitam sugestões, pois eles sabem tudo. Já caso do empreendedor mal sucedido, ele acha que se falhar sempre vai ter uma segunda chance e jamais verá o seu ego como um problema. Em sua maioria, para ambos os casos, eles são apaixonados pela idéia e seu ego adora o fato de que eles podem agora colocar o termo ‘presidente’ em seu cartão de visita.

Se você analisar com calma, vai concordar conosco: o ego é o maior problema do empresário. Se ele continua acreditando que sua idéia é a melhor, jamais irá conseguir ver os erros. E muitas pessoas são problemáticas para escutar um problema sem se sentirem ofendidos. Um profissional apaixonado por sua idéia não consegue enxergar o principal: ele precisa ouvir o seu cliente para poder saber se está certo ou não. E ele, como empresário, sabe de tudo, e jamais irá dar crédito a um cliente.

O empresário e seus clientes: relação de sucesso

Uma dica para ter um bom negócio e quem sabe ficar rico é escutar principalmente quem irá comprar, o seu cliente. Como? Fazendo uma pesquisa de mercado ou simplesmente saindo do pedestal de empreendedor e se tornando o seu próprio cliente. Desta forma, você será honesto em responder as seguintes perguntas: O que é isso; Qual é o valor; Como faço para obtê-lo; Tem mais alguém usou; O que eles dizem. Tentar se colocar no lugar do cliente pode ser uma ótima porta de entrada para começar a investir.

O ego pode ser um grande empecilho na busca pelo sucesso empresarial. Muitas vezes tentamos ir pelo caminho mais complexo sem ao menos perceber que estamos tomando tal estrada, apenas por não saber ouvir. Para ser um empreendedor de sucesso, é preciso saber a hora certa de pedir ajuda e saber a como agradar a seus clientes e não a você mesmo.

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Revenda Roupas

Deixe um comentário