Tenho vergonha do meu trabalho! O que posso fazer?




O mais importante pensamento para se ter em mente é: quem tem um trabalho honesto não deve nunca ter vergonha dele. É com ele que se pagam as contas e se vive. Se não o tivesse, seria melhor ou pior? Essa é uma pergunta que deve ser feita toda vez que se estiver na dúvida para se dar mais valor ao que se faz. Pois o trabalho enobrece as pessoas e as deixam mais confiantes, sentindo-se úteis na vida.

vergonha do meu trabalho

Pense em você!

Se a pessoa tem vergonha por causa do cargo (alguns cargos discriminados pelas pessoas, isso realmente existe), pense nos benefícios do emprego e não no que ele causa na mente dos outros. É um trabalho digno como qualquer outro. Não se deve deixar abater por isso.

O mundo muda e amanha sua profissão pode ser invejada

Você sabia que ser enfermeiro era uma profissão de chacota? Hoje ainda se brinca porque mulheres preferem mais o cargo e os homens com esta profissão eram considerados homossexuais. O mundo evoluiu e hoje o enfermeiro pode ser mais respeitado que o médico. 

 vergonha do meu trabalho

Tenha orgulho do seu emprego

O trabalhador acima de tudo deve ter orgulho do seu emprego. Seja como gari, serviços gerais, ou qualquer outro. Tem pessoas que têm vergonha em dizer que são professores, uma profissão tão digna. O trabalhador deve começar trocando vergonha por insatisfação, transformando-a irá lhe motivar a sair dela. Já que não está feliz com a profissão que tem, junte forças e corra atrás do que realmente se quer. 

Mude de área

Hoje há diversos cursos e faculdades gratuitas pelo Brasil, podendo o trabalhador se profissionalizar em outro segmento, fazendo algo que sempre quis fazer e mudando assim a realidade em que se vive. Mas somente reclamar e ter vergonha não vai adiantar. Deve-se ter força de vontade, estudar para valer e assim conseguir um emprego que possa dizer com orgulho o que faz, porque é o que ama fazer.

Este site lhe foi útil? Clique no G+1. É muito importante pra nós. Obrigado!
Revenda Roupas

Deixe um comentário